VILA ANGLO BRASILEIRA

A Vila Anglo Brasileira é um pequeno subdistrito da zona oeste da capital paulista. Em 2020 completa 93 anos de idade e ainda carrega no seu cotidiano práticas de convivência já esquecidas nas grandes metrópoles. Com ruas estreitas de paralelepípedo e uma topografia acidentada, onde as casas ficam incrustadas nos morros ou abaixo do nível das ruas, ainda preserva um clima de “bairro”, e resiste a especulação imobiliária por sua característica peculiar. Com a configuração geográfica de fundo de vale, cria um contraste com os bairros vizinhos, tais como Perdizes, Vila Madalena, Alto da Lapa e Sumarezinho. 

A Vila é como uma periferia no centro. Com mais contato entre seus moradores e famílias, este bairro popular tem grandes ladeiras, casas próximas e muitas famílias no mesmo quintal, pequenos comércios, bares nas esquinas e pessoas nas ruas. Em alguns momentos parece um bairro de uma pequena cidade, mesmo estando a poucos minutos a pé do metrô Vila Madalena.

O historiador e morador do bairro, Leandro Antônio Gatti, lançou, pela Editora Baraúna, duas edições de “Histórias da Vila Anglo Brasileira – Contadas por alguns de seus mais antigos moradores” (2012 e 2015). 

Leandro mantém um blog detalhado sobre a história e acontecimentos dessa tão querida Vila. Vale conferir: https://historiadavilaanglo.wordpress.com/

f o t o : p a u l o p e r e i r a
f o t o : r o b e r t a c a r v a l h o
f o t o : p a u l o p e r e i r a
f o t o : r o b e r t a c a r v a l h o

VILA ANGLO BRASILEIRA

A Vila Anglo Brasileira é um pequeno subdistrito da zona oeste da capital paulista. Em 2020 completa 93 anos de idade e ainda carrega no seu cotidiano práticas de convivência já esquecidas nas grandes metrópoles. Com ruas estreitas de paralelepípedo e uma topografia acidentada, onde as casas ficam incrustadas nos morros ou abaixo do nível das ruas, ainda preserva um clima de “bairro”, e resiste a especulação imobiliária por sua característica peculiar. Com a configuração geográfica de fundo de vale, cria um contraste com os bairros vizinhos, tais como Perdizes, Vila Madalena, Alto da Lapa e Sumarezinho.

A Vila é como uma periferia no centro. Com mais contato entre seus moradores e famílias, este bairro popular tem grandes ladeiras, casas próximas e muitas famílias no mesmo quintal, pequenos comércios, bares nas esquinas e pessoas nas ruas. Em alguns momentos parece um bairro de uma pequena cidade, mesmo estando a poucos minutos a pé do metrô Vila Madalena.

O historiador e morador do bairro, Leandro Antônio Gatti, lançou, pela Editora Baraúna, duas edições de “Histórias da Vila Anglo Brasileira – Contadas por alguns de seus mais antigos moradores” (2012 e 2015). 

Leandro mantém um blog detalhado sobre a história e acontecimentos dessa tão querida Vila. Vale conferir: https://historiadavilaanglo.wordpress.com/

f o t o : p a u l o p e r e i r a