imaginários

sábados das 11h às 12h

Um programa de entrevistas sobre cultura, comunicação e imaginação, conduzido por Jonaya de Castro.

Jonaya de Castro: pesquisa, desenvolvimento dos temas, contatos, entrevista.

Giselle Rocha: pesquisa, desenvolvimento dos temas, contatos.

Kako Guirado e Max Huszar: técnica.

@maxhuszar @jonaya @gisellerocha

imaginários #04

jo pereira

07/11/2020

Nesse episódio Jonaya conversa com Jo Pereira. Mulher negra paulistana, nascida na Vila Santa Catarina (ZS), Mãe da Maju Vieira, filha da Vitória, neta da Severina e Maria, bisneta da Mariana – todas mulheres nordestinas. Graduada em Ed.Física, pós graduada em Arte Integrativa, artista da cena – atua no Núcleo Pé de Zamba, Ouvindo Passos Cia de Dança e em projetos solo autorais, diretora fundadora do Pedal na Quebrada, idealizadora e desenvolvedora do Mapa Pedal Afetivo e Mapa Afetivo da Mobilidade Ativa. Desenvolvedora de projetos sócio-culturais com enfoque em Pessoas com Diversidades Neurológicas, Motriz, Física e Cognitiva; e projetos de mobilidade ativa focando Território, Gênero e Etnia. Diretora Geral da Associação de Ciclistas Urbanos de SP (Ciclocidade), Bicycle Mayor SP. Ainda em 2020 tem previsão de dois lançamentos de livros – Mulheres Negras da Educação Física e Racismo no Transporte – com capítulos autorais.

EPISÓDIOS

imaginários #05

Conversa com Narrira Lemos sobre a história da internet, segurança digital e democracia.

imaginários #04

Conversa com Jo Pereira idealizadora e desenvolvedora do Mapa Pedal Afetivo e Mapa Afetivo da Mobilidade Ativa.

imaginários #03

Conversa com um dos artistas contemporâneos mais importantes da atualidade. Denilson Baniwa é reconhecido por romper paradigmas e abrir caminhos ao protagonismo dos indígenas no território nacional.

imaginários #02

Conversa com Gil Marçal sobre gestão e produção cultural, políticas públicas, cidadania cultural, e Lei Aldir Blanc.

imaginários #01

A conversa com a gestora cultural Lena Cunha vai investigar possibilidades e práticas que estão acontecendo em Belo Horizonte no período da Pandemia.