ação emer genci al covid -19

Na emergência da pandemia estamos construindo uma rede de solidariedade com ações voltadas para grupos, comunidades – indígenas e não indígenas – e pessoas em situação de rua, principalmente aqueles que estão fora do alcance de organizações que já atuam, ou em parceria com elas.
 
Muitas pessoas têm colaborado de diferentes formas nas frentes de trabalho. Se você acredita que pode também colaborar em alguma das frentes, entre em contato via whats 4304 4121: 
 
+  Mobilização de Doações – contatos com amigos, parentes e possíveis parceiros que podem fazer doações e mobilizar mais gente para a campanha;
+  Comunicação e Design – criação de cards e material de divulgação para redes sociais e grupos;
Comunicação áudio – criação e produção de conteúdos informativos e poéticos (envio de áudio via mensagem);
+  Audiovisual – produção de vídeos e fotos para a campanha;
Redes Sociais – compartilhamento da campanha nas redes sociais;
Mapeamento das famílias – contato direto (via telefone e mensagens) para entender a situação de cada uma e organização da logística de entregas das cestas;
+  Logística de compras – entrar em contato com os estabelecimentos para realização das compras e entrega das mesmas;
+  Organização e higienização dos alimentos antes das entregas;
+  Criação de material de comunicação extra e/ou outros materiais que poderão compor a cesta. Ex: kit para crianças, material informativo sobre os cuidados diante da pandemia, mudas, livros etc.  
+  Logística de Entregas e Retiradas – realização das entregas de cestas para as famílias atendidas e busca de novas doações de alimentos;
+  Acolhimento de novos participantes. Falar sobre as ações que estão acontecendo para que todos possam entender bem a campanha.

sobre a
atuação na
vila anglo brasileira

#ninguemvivesozinho #junteseemrede

A Vila Anglo Brasileira, com ruas estreitas de paralelepípedo e uma topografia acidentada, onde as casas ficam incrustadas nos morros ou abaixo do nível das ruas, ainda preserva um clima de “bairro”, e resiste a especulação imobiliária por sua característica peculiar.
O bairro é uma periferia no centro. Com mais contato entre seus moradores e famílias, este bairro popular tem grandes ladeiras, casas próximas e muitas famílias no mesmo quintal, pequenos comércios, bares nas esquinas e pessoas nas ruas. Em alguns momentos parece um bairro de uma pequena cidade, mesmo estando a poucos minutos a pé do metrô Vila Madalena.
 
Nesse momento de pandemia Covid-19, boa parte de seus moradores que ficaram sem recursos, necessitam de cestas básicas, produtos de higiene, leite e gás. Estão recorrendo a ajudas diversas, governamentais ou não, por estarem sofrendo as consequências da falta de emprego, falta de informação, formação, já que se tratam de pessoas que trabalham em grande parte na informalidade, sendo em sua grande maioria mulheres, chefes de famílias.
 
Nossa atuação no bairro, propõe mapear as mulheres e suas famílias que necessitam de ajuda e a partir do cadastro, entrar em contato para entender a situação e como podemos atuar com cada família. O preenchimento do cadastro não garante a ajuda, no entanto, buscamos atender o maior número de famílias possíveis. Temos uma meta de atendimento de 100 famílias por mês, com o intuito de garantir alguma continuidade durante esse período. Cadastro neste link: https://forms.gle/umCYG5VZFcDCKNzFA
 
Seguimos em campanha, até que a situação de convívio social e trabalho se regularize ou as famílias tenham outras formas de subsistência (ações institucionais ou programas do governo).
 
Nosso próximo objetivo é a arrecadação e doação de alimentos agroecológicos e fomentar o cultivo em pequenos quintais para abrir as discussões sobre o tema da soberania alimentar e a importância de pensar o ciclo que o alimento faz para chegar até no nosso prato.
 
Estamos realizando essas ações desde 23 de março de 2020. Acompanhe as arrecadações e devolutivas de cada ação nessa planilha. shorturl.at/sGKMV
A primeira aba é a arrecadação financeira e as outras abas são divididas por ações e são atualizadas conforme os acontecimentos.

seja você também um doador!
tentamos nos organizar para uma ação continuada a cada mês.
as formas de contribuição são:
>> doação de alimentos – combinar via whastapp 4304 4121
>> doadoras/doadores – qualquer valor, no momento que puder
>> parceiros – quem deseja se comprometer a contribuir, a cada mês, com um valor fixo. nos avise para que possamos nos organizar. uma cesta básica custa em média R$ 120,00.

conta para contribuição:
Instituto Cultural Mundo Novo (Condô Cultural)
CNPJ 13.357.823/0001-10
Banco Itaú
AG 0619
CC 00697-6

se desejar, nos envie o comprovante via whatsapp 4304 4121 e o nome para agradecimentos. caso contrário a doação entrará na planilha como “doadora/doador não identificado”.